Cadastrados
Busque no site  
 
20/10
Ilustrada FM (Acesse) Twitter do Jornal Ilustrado Twitter do Jornal Ilustrado
ÚLTIMAS NOTÍCIAS » Aluno do Colégio Global é destaque na Olimpíada Brasileira de Física          » Embaixador do Nepal visita a Averama           » Circuito Regional de Xadrez reuniu 270 competidores em Cruzeiro do Oeste          » Umuarama está nas semifinais do Paranaense de Futsal Chave Ouro          » Tiago e Fininho levam o título e a           » Umuarama é campeã do Campeonato Estadual Mirim de Voleibol Masculino          » Umuarama Handebol vence Blumenau e perde para o Concórdia em casa          » I Copa Amerios agitou o final de semana em São Jorge do Patrocínio          » Fim de semana registra agressões contra a mulher em Umuarama          » Conselho de Segurança de Umuarama realiza eleição para nova diretoria          » PM recaptura fugitivo de Maringá em Douradina          » Homem é morto a pauladas e corpo jogado no rio da região          » Pramil, crack e cocaína são apreendidos pela PRF na região de Guaíra          » Campanha contra a dengue em Perobal           » Fernanda e Beto Richa anunciam construção de 48 novas obras incluindo Maria Helena          » Idosos de Umuarama participam de encontro e hoje tem passeata          » Unipar e prefeitura firmam convênios com hospitais para garantir curso de medicina          » Servidores municipais recolhem 12 toneladas de lixo no Jardim Panorama          » Campanha Outubro Rosa alerta para os exames de câncer de mama e colo de útero          » Trabalhadores dos Correios abrem semana ainda em greve           
PRINCIPAL   |   O ILUSTRADO   |   ASSINE   | NOTÍCIAS |   PUBLICAÇÕES LEGAIS   |   TABELA DE PREÇOS   |   CLASSIFICADOS   |   FALE CONOSCO   |   ANUNCIE   |   CADASTRO
CIDADE    PARANÁ    NACIONAL    INTERNACIONAL    POLICIAL    POLÍTICA    ESPORTES    VARIEDADES    ARTIGOS    ITALO    ARAGÃO FILHO    IMOBILIÁRIO   
ITALO
45 anos de jornalismo, otimismo e notícia em primeira mão!
 
Chega a Umuarama a maior rede de lojas do Brasil: Americanas
12/1/2012
Impressão

A Coluna ITALO interrompe as férias e brinda a sua legião de leitores com uma notícia exclusiva e em absoluta primeira mão, revestida da maior importância para o público consumidor e para a economia de Umuarama e do Noroeste paranaense: até o final deste ano iniciará as suas atividades em nossa cidade a Lojas Americanas, indiscutivelmente a maior rede de departamentos do Brasil.
As obras preliminares para a construção da loja foram iniciadas em ritmo acelerado nesta segunda-feira, com a terraplenagem do terreno localizado na região mais valorizada de Umuarama, a apenas um quarteirão da Praça Santos Dumont, coração financeiro e comercial da cidade.
A unidade da Lojas Americanas funcionará numa área construída de 1.575 metros quadrados, em terreno situado na Avenida Paraná, que atravessa todo o quarteirão até a Rua José Teixeira D’Ávila. O edifício terá dois pavimentos: o térreo, destinado à ampla e moderna loja seguindo o padrão nacional da rede, além de amplo espaço para estacionamento; o piso superior será destinado aos setores de administração e estoque.
Vale frisar que as obras de construção da futura filial da Lojas Americanas estão a cargo dos proprietários do imóvel, Dr. Sidnei Rahal e Ana Maria Martins Rahal e familiares, e deverão ser concluídas para a inauguração antes da temporada natalina de 2012. As linha as arquitetônicas obedecerão projeto padrão dessa rede de lojas.
A chegada da rede Lojas Americanas a Umuarama é fruto da intermediação de Paulo Castelani, pioneiro com larga experiência nas atividades imobiliárias no Noroeste paranaense (ele é o fundador da Associação das Imobiliárias de Umuarama/Sistema Venda Rápida, além de ter exercido os cargos de presidente da ACIU e de secretário Municipal da Indústria e Comércio). A negociação durou vários meses entre a diretoria e assessores das Lojas Americanas com os proprietários do imóvel, chegando a um final feliz na semana passada, quando foi sacramentado o contrato entre as duas partes.
O terreno em questão é uma verdadeira jóia rara e preciosa no mercado imobiliário de Umuarama pela sua localização, na mais movimentada área do centro, plantada estrategicamente numa região rodeada por agências bancárias, Centro Cívico, Estação Rodoviária e Terminal Urbano, além de concentrar um vasto leque de atividades comerciais e de prestadores de serviços.
A alta diretoria da Lojas Americanas mostrou sabedoria e experiência ao escolher esse ponto para continuar com seu arrojado plano de expansão nacional, instalando uma unidade numa das mais prósperas metrópoles do interior do Paraná. (ITALO FÁBIO CASCIOLA)

Aquela espaçosa área em que atualmente funciona uma loja de calçados, na esquina da Avenida Paraná com a Rua Ney Braga, ladeando a Receita Federal, desde os primitivos tempos da colonização de Umuarama é um terreno valioso e cobiçado. Tanto é que o primeiro proprietário foi justamente a colonizadora Companhia Melhoramentos, onde instalou nos anos 1960 seu escritório central de vendas de terras e administração, além de sua empresa de materiais de construção.
Com o crescimento da cidade e de sua economia, a área valorizou ainda mais, especialmente agora em que vivemos num verdadeiro furacão voraz dos setores imobiliário e da construção civil, que da noite para o dia mudam cada vez mais a paisagem urbana.
A construção da unidade da Lojas Americanas naquele espaço, de 4.200 metros quadrados, é o primeiro sinal de um novo e efervescente centro comercial que está surgindo naquele lugar.
Com exclusividade, a Coluna ITALO adianta que no terreno ao lado, entre a Avenida Paraná e a Rua José Teixeira D’Ávila, margeando a Rua Ney Braga, também está sendo negociado para novos empreendimentos de marcas nacionais: uma agência bancária, um magazine, uma rede de farmácias e uma perfumaria.
A previsão é que a venda dessa área seja concluída nas próximas semanas, fato que terá igual repercussão como este que trazemos com exclusividade: a chegada da quase centenária Lojas Americanas. Quem viver, verá! (ITALO FÁBIO CASCIOLA)

Uma gigante quase centenária

A empresa Lojas Americanas foi fundada em 1929, pelos americanos John Lee, Glen Matson, James Marshalle Batson Borger que partiram dos Estados Unidos em direção a Buenos Aires com o objetivo de abrir uma loja no estilo Five and Ten Cents (lojas que vendiam mercadorias a 5 e 10 centavos, na moeda americana). A idéia era lançar uma loja com preços baixos, no modelo que já fazia sucesso nos Estados Unidos e na Europa no início do século passado. No navio em que viajavam, conheceram os brasileiros Aquino Sales e Max Landesman que os convidaram para conhecer o Rio de Janeiro.
Na visita ao Rio, os americanos perceberam que havia muitos funcionários públicos e militares com renda estável, porém com salários modestos, e a maioria das lojas não eram destinadas a esse público. As lojas existentes, em geral, vendiam mercadorias caras e especializadas, o que obrigava uma dona de casa ir a diferentes estabelecimentos para fazer as compras. Foi assim que decidiram que o Rio de Janeiro era a cidade perfeita para lançar o sonhado empreendimento – uma loja de preços baixos para atender àquela população “esquecida” e que vendesse vários tipos de mercadorias. Eles desejavam oferecer uma maior variedade de produtos a preços mais acessíveis.
Assim, naquele ano de 1929, inauguraram a primeira unidade das Lojas Americanas, em Niterói (RJ), com o slogan “Nada além de 2 mil réis” (nome da moeda corrente no Brasil naquele período). Durante a primeira hora de funcionamento, nenhum cliente apareceu. O fracasso parecia iminente. No entanto, uma garotinha, após passar minutos olhando através da vidraça, entrou e comprou uma boneca. A Lojas Americanas conquistava, assim, seu primeiro freguês dos milhões que viriam depois. No final do primeiro ano, já eram quatro lojas: três no Rio e uma em São Paulo.
Em 1940, a Lojas Americanas se tornou uma sociedade anônima, abrindo assim seu capital. Em 1982, os principais acionistas do Grupo Garantia entraram na composição acionária de Lojas Americanas como controladores. No primeiro semestre de 1994, a Lojas Americanas concretizou a formação de uma “joint venture” com o nome de Wall Mart Brasil S/A, com participação de 40% das Lojas Americanas S.A, e 60% por parte da Wall Mart Store Inc. na composição do capital.
Em dezembro de 1997, por decisão do Conselho de Administração da empresa, foi aprovada a venda total da participação de 40% na “joint venture” para o Wall Mart Inc. Essa decisão foi tomada após a conclusão de que seria necessária a total concentração de recursos no próprio negócio da companhia.
Em agosto de 1998, o Conselho de Administração aprovou a venda total da participação acionária da Lojas Americanas na empresa 5239 Comércio e Participações S.A, subsidiária que detinha o controle acionário de suas 23 lojas de supermercado, para a empresa francesa Comptoirs Modernes (pertencente ao Grupo Carrefour). A decisão pela saída do segmento supermercadista deveu-se ao processo de consolidação pelo qual passa este setor no Brasil com a entrada de grandes concorrentes internacionais, o que exigiria expressivos investimentos para a manutenção da posição de mercado da Companhia. Desta forma, a Lojas Americanas decidiu novamente focar em seu principal negócio: lojas de descontos.
Em julho de 1999, a companhia decidiu pela segregação de seu negócio imobiliário, tendo o seu capital social reduzido em R$ 493.387 mil, valor correspondente ao investimento possuído pela São Carlos Empreendimentos e Participações S.A.
No final do ano de 1999 a empresa iniciou a venda de mercadorias através da Internet criando a controlada indireta Americanas.com. Em 2000, a Americanas.com teve seu capital aumentado através da subscrição integral feita pelas empresas Chase Capital Partners, The Flatiron Fund, AIG Capital Partners, Next International, Global Bridge Ventures e Mercosul Internet S/A, que juntas subscreveram por US$ 40 milhões, ações correspondentes a uma participação final de 33% do capital social da Americanas.com.
O ano de 2003 teve como principal característica a aceleração do programa de expansão. Com o objetivo de expandir a rede de lojas, foram inauguradas 13 lojas convencionais, fortalecendo a presença da companhia em mercados importantes das regiões Sudeste e Sul do País. Duas outras lojas foram reformadas para possibilitar um melhor atendimento aos clientes. O conjunto de inaugurações contemplou também a abertura, no Rio de Janeiro, das três primeiras lojas "Americanas Express", concebidas segundo o "conceito de vizinhança". São lojas compactas, com sortimento selecionado, mas com os mesmos padrões de qualidade e preço que diferenciam a atuação da Lojas Americanas.
Em 2004, deram continuidade ao processo de expansão através da abertura de 35 lojas e da conclusão do novo Centro de Distribuição em Barueri, na Grande São Paulo, visando suportar numa primeira fase, o crescimento orgânico da Companhia tanto das lojas físicas como de seu braço virtual.
O ano de 2005 foi um ano de importantes realizações para maximizar o valor da Lojas Americanas: foram inauguradas 37 novas lojas, foi adquirido o canal de TV e site de comércio eletrônico Shoptime e foi realizada uma joint venture com o Banco Itaú, criando a Financeira Americanas Itaú - FAI, ou Americanas Taií.
Em 2006, dando prosseguimento para a geração de valor de Lojas Americanas S.A., prosseguiram com a expansão orgânica inaugurando 45 novas lojas e criaram uma nova empresa, a B2W - Companhia Global de Varejo, produto da fusão Americanas.com e do Submarino. Em janeiro de 2007, a Lojas Americanas anunciou a aquisição da BWU – empresa detentora da marca BLOCKBUSTER® no Brasil – e somou mais 127 lojas à sua rede. Atualmente são 578 lojas distribuídas de Norte a Sul do País.
Atualmente as Lojas Americanas operam com 3 modelos de lojas: O modelo tradicional da Lojas Americanas, com área média de vendas de 1.500 m² e catálogo de 60 mil itens; o de lojas compactas, com média de 400 m² de área de vendas e catálogo de 15 mil itens, que variam conforme a loja a fim de atender o perfil do consumidor local. A primeira Americanas Express foi inaugurada em maio de 2003, em Copacabana, no Rio de Janeiro; e o de modelo de loja criado em 2007, após a compra da Blockbuster do Brasil pela Lojas Americanas. As lojas possuem em média 400 m² de área de venda, sendo um espaço de 80 a 100 m² dedicado à vídeo-locadora, e o restante ocupado pelo modelo Americanas tradicional ou Americanas Express.
 

 
COMENTÁRIOS
É muito importante nossas autoridades se preocuparem com o crescimento empresarial de umuarama, pois nos umuaramenses dependemos muito da oferta de emprego e desenvolvimento da cidade que tanto amamos, a capital da amizade é uma das principais cidade do paraná e esta preparada para subir de patamar
eddy wilson 21/01/2012 17:22
 
DEIXE O SEU COMENTÁRIO
300 caracteres restantes. Enviar comentário
» OUTRAS NOTÍCIAS
Umuarama Ilustrado
PRINCIPAL
O ILUSTRADO
ASSINE
NOTÍCIAS
PUBLICAÇÕES LEGAIS 
PERFIL ILUSTRADO 
CLASSIFICADOS
FALE CONOSCO 
ANUNCIE
CADASTRO
CIDADE
PARANÁ
NACIONAL
INTERNACIONAL
POLICIAL
POLÍTICA
ESPORTES
VARIEDADES
ARTIGOS
ITALO
ARAGÃO FILHO
IMOBILIÁRIO
 
JORNAL ILUSTRADO S/C Ltda.
Geral - |44| 3621-2500
Assinaturas - |44| 3621-2526 - assinaturas@ilustrado.com.br
Redação - |44| 3621-2535 - editoria@ilustrado.com.br
Classificados - |44| 3621-2525 - classificados@ilustrado.com.br