Umuarama,PR
27ºC
˅18º ˄27º
Edição digital
Publicidades


ESPORTES
Mano saca Guerrero e aposta em Sheik no ataque corinthiano
9/2/2014
Impressão

São Paulo - No dia em que o Corinthians recebeu uma invasão do bem, duas das principais vítimas da invasão do mal protagonizaram mudanças no time que enfrenta o Mogi Mirim, hoje no interior. Mano Menezes testou uma formação sem Guerrero. Emerson foi o substituto.
"Treinamos com dois atacantes, mas ainda não definimos. Este esquema [com Emerson] dá mais opção aos meias", explicou o técnico. Na semana passada, quando integrantes de organizadas invadiram o centro de treinamento do time, Guerrero foi agarrado pelo pescoço por um grupo deles.
Segundo funcionários, outros torcedores diziam querer quebrar a perna de Emerson. Essa semana, uma ação de marketing levou 60 crianças ao CT do clube. Alunas de uma escolinha franqueada, elas entraram correndo no campo e entregaram flores aos jogadores. Foi simulação de uma invasão, organizada pela própria direção.
Como brincadeira, a conta oficial do clube no Twitter postou mensagem que falava em ônibus de torcedores no CT, o que levou, quem leu, a acreditar que as organizadas estavam de novo no local. Envolvido na negociação que levou Alexandre Pato para o São Paulo, Jadson estava hoje à tarde no CT. Fez apenas exercícios e não apareceu no campo. Conversou rapidamente com Mano Menezes.
Ele não assinou contrato com o time de Parque São Jorge, pois há detalhes a serem acertados pelo Corinthians com Pato. A diretoria deve cerca de R$ 1 milhão ao jogador por direitos de imagem. A expectativa é que a dívida seja acertada logo. O clube renovou contrato de patrocínio com a Caixa Econômica Federal, que pagará R$ 30 milhões em 2014.
 

Deixe seu comentário
(44) 3621-2500
Assinaturas
(44) 3621-2526
assinaturas@ilustrado.com.br
Redação
(44) 3621-2535
editoria@ilustrado.com.br
Classificados
(44) 3621-2525
classificados@ilustrado.com.br
UMUARAMA - PR