Edição digital
Publicidades




CIDADE
EM UMUARAMA
Garoto picado por escorpião retoma o alerta para toda a comunidade
14/9/2017
Impressão

Umuarama – Um garoto de cinco anos, morador da rua São Judas Tadeu no bairro Dom Pedro II, em Umuarama, foi picado por um escorpião na noite da última terça-feira. O jovem não apresentou sintomas de envenenamento, mas a situação ressalta a importância de toda população realizar a limpeza em seus quintais. Em fevereiro passado a Prefeitura já havia emitido um alerta neste sentido e com a volta do tempo quente, novos sinais do aracnídeo começam a aparecer na cidade.
Conforme a coordenadoria da Vigilância Sanitária de Umuarama, os escorpiões são invertebrados de hábitos noturnos e que se escondem em locais escuros e inóspitos, como embaixo de pedras, entre pedaços de madeiras, copas e cascas de árvores, em buracos de muros, calçadas e em entulhos.
Os escorpiões conhecidos como “amarelos” em seu tom de cor, estão presentes no território paranaense e principalmente na nossa região. Esses podem causam mais acidentes com vítimas fatais. Aqui temos dois representantes desta classe, o Tityus serrulatus e o stigmurus. O aracnídeo não ataca se não for acoado, por isso, as pessoas precisam ter cuidado ao calçar os sapatos em áreas com relatos de aparecimento do escorpião.
Limpeza do quintal e casa – Ainda segundo a Vigilância do Município, onde há sujeira, existe possibilidade da presença do animal. Desta forma, é importante a população limpar seus quintais. Não acumular folhas secas e lixo domiciliar, lajotas, madeiras entre outros materiais. Acondicionar lixo domiciliar em sacos plásticos ou outros recipientes apropriados e fechados. Mas os cuidados vão além do quintal, a orientação é não jogar lixo em terrenos baldios, isso também vai eliminar as fontes de alimento para os escorpiões como baratas, aranhas, grilos e outros pequenos animais invertebrados, que permanecem no lixo orgânico ou locais sujos.
O veneno - Sua peçonha é uma neurotoxina irritante para as mucosas e ataca o sistema nervoso da vítima. Além de dores fortes, a picada provoca sudorese, náuseas, vômitos e, por fim, insuficiência cardíaca e respiratória. Os riscos são maiores para o grupo de idosos e crianças pequenas.

Em caso de picada

Se for picado pelo animal, procure uma unidade de saúde do bairro ou o SAMU pelo 192, uma terceira opção seria o Corpo de Bombeiros. Não deixe nunca de levar com urgência a vítima para receber atendimento e se for possível capture o escorpião e leve com a vítima para correta identificação.

Deixe seu comentário
(44) 3621-2500
Assinaturas
(44) 3621-2526
assinaturas@ilustrado.com.br
Redação
(44) 3621-2535
editoria@ilustrado.com.br
Classificados
(44) 3621-2525
classificados@ilustrado.com.br
UMUARAMA - PR